Entre os projetos da FENOVA, está a Orquestra de Cordas Dedilhadas e Coral Nova Vida, que através da Lei de Incentivo Fiscal (Rouanet) oferece anualmente aulas de Violão, Cavaquinho, Baixolão e Coral a até 200 crianças e adolescentes entre 07 e 17 anos.

As atividades do Projeto proporcionam o atendimento que faz a diferença na vida da comunidade envolvida direta e indiretamente, evidenciado pelas mais de 3 mil crianças e adolescentes de Catalão e Região que passaram pela FENOVA. O crescimento cultural, e a reinserção social são frutos de parcerias com a comunidade e ferramentas disponibilizadas nas mãos de profissionais comprometidos e capacitados, que ministram aulas de reforço escolar, oficinas de aprimoramento musical (violão, cavaquinho e coral), entre demais ações pontuais de saúde, cidadania, meio ambiente e sustentabilidade.

Muitas ações foram propostas e grande parte delas concretizadas, cujos resultados são notórios diante dos familiares, da coletividade e autoridades locais. Destacam-se dentro da trajetória do Projeto Cultural, o Diploma de Destaque Cultural de Goiás recebido no ano de 2004, a homenagem em 2016 pela Tribuna do Planalto e pela Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Esporte como Destaque Cultural que abrilhanta e enriquece a Cultura Goiana e a gravação do CD da Orquestra de Violões Nova Vida Musical, já em 2ª Edição.

Outro grande marco foi o lançamento do DVD Institucional Afinando a Vida, uma miscelânia de três grandes apresentações realizadas pela Orquestra e Coral com a participação de Renato Teixeira, Yamandu Costa, Ivan Vilela e Zuza Homem de Melo.

A Orquestra e Coral também se apresentou em Concertos ao lado de grandes nomes da música, como o Encontro Musical Regional (2009) em São Paulo, no Teatro São Pedro com participação de Ivan Vilella, Yamandu Costa e Zuza Homem de Melo, Concerto Erudito com a presença de Fábio Zanon, Concertos ao lado de  Kayami Satomi, Paulo Vinícius, Fábio Zanon, Everton Gloeden, Alexandro Cândido, Lorena Rosa, dentre outros e diversas apresentações nos Estados de Goiás, Minas e São Paulo, que também acrescentaram valores ao Projeto.

Com 16 anos de existência, o Projeto cultural conta em 2019 com o patrocínio via incentivo fiscal das empresas Cmoc International Brasil, John Deere, Furnas Centrais Elétricas S.A., TriSolo, MGO Rodovias e pessoas físicas.